"Namorar gordinha é bom, pq tem onde apertar".

A Mídia tem o poder de distorcer a mente do homem-comum. Principalmente na questão estética. A coisa chegou ainda mais em seu ápice nestes tempos bicudos, neste início de século XXI. Então, hoje em dia é considerado “normal” mais e mais produtos para beleza, rejuvenecimento e emagrecimento. “Tome Magrins”, aquela propaganda diz. “Perdi 7 kgs em 10 dias”, uma mulher irritantemente sorridente diz. Daí, aquela amiga adolescente diz que só quer ter amigos bonitos, obviamente para exibí-los para suas amigas, como se fossem bonecos, quadros ou qualquer coisa que o valha.
Mas, de que adianta as pessoas usarem estes produtos para retardar o envelhecimento se o Tempo se encarregará de vencer essa batalha inútil? De que adianta querer ter amigos lindos se na grande maioria das vezes eles são rasos, estúpidos e que pensam pequeno? “Ah, mas você os conhece pra saber?”, alguém poderia me perguntar. “Você conhece todo mundo?”. Pois bem. Fique com estes “amigos”, tente permanecer amiga deles por 3 anos, e tente extrair algo decente do pensamento deles. O resultado será insatisfatório.
No caso das gordinhas, creio que o preconceito começa nelas mesmas. É o mesmo preconceito que o negro comete contra ele mesmo ao dizer “tá fazendo isso só porque eu sou preto” e variantes. E cometem preconceito maior ainda ao apoiar o Dia da Consciência Negra, ao sistema de cotas, às publicações direcionadas unicamente aos negros (como a revista Raça. Se tivesse revista apenas dirigida aos brancos, os negros iriam chiar!)…eles querem ser integrados, mas o que estão fazendo é segregar mais ainda a convivência! BURROS! IMBECIS! ASNOS!
Mas, voltando às gordinhas. A partir do momento que ela se chama de “fofinha”, ela comete um preconceito contra ela própria. Quem se diz “fofinha” não quer ser chamada de “gordinha” ou de “gorda”, mesmo não sendo no sentido de chacota. Está tão acostumada a chacotas como essa que não sabe discernir o que isso e o que é aquilo. Não é culpa dela, claro. Hoje em dia, boa parte delas não são desejo da maioria dos homens, habituados a pegarem num rabo de saia magro, sensual e quiçá, de olhos claros.
As gordas são tachadas de antipáticas e sem paciência, entre otras coisitas más.
eu, não tenho esse preconceito contra elas. Muito pelo contrário. Eu gosto de gordas, mas não obesas (não tenho nada contra elas). Vou me abster de dizer coisas como “gorda é bom pra pegar, é mais carne pra comer”. Se bem que é isso, mesmo! Mas, não uso as pessoas.
Veja o caso da gordinha acima, a atriz americana Sara Rue. Acompanhava ela quando era do elenco de “Popular” (ou “Popularidade”, aquela excelente série que passava no SBT). A mulher emagreceu e incrivelmente, ficou PIOR do que era em sua fase rechonchuda. Na moral, deu “nojinho”…a Sara só me excita sendo gordinha, mesmo. Tava muito gostosa. Não adianta.
Tem gordinhas que NUNCA deveriam pensar em emagrecer, pois aqueles quilos a mais são seu charme, seu tudo.
Anúncios

Os Coitados do MBB.

Vamos falar do estilo “coitado” de ser no MBB. Às vezes, eu me pergunto como alguém no tão querido fórum poderia chamar os outros de “coitado” se o mesmo tem culpa no cartório? Não levo à sério, mas isso me deu uma idéia. Selecionei uma pequena lista dos usuários mais coitados do Multiverso Bate-Boca, afim de definir o lugar dos mesmos. Como é um fórum extremamente diversificado, você verão os mais variados tipos de coitados, coisa que só o MBB tem.Não pus os nomes porque seria óbvio demais, quero que leiam e pensem qual coitado está cotado aí. Alguns são bem fáceis de identificar, outros…

Vamos lá.

Existe o:
Coitado virgem e vagabundo que pergunta aos outros como proceder ao se relacionar com mulher,

Coitado que esbanja dinheiro e é bem arrogante,
Coitado narcisista, recalcado e levemente afeminado,
Coitado humorista (o melhor do MBB, sejamos sinceros) que come o coitado narcisista,
Coitado que comeu puta enquanto a esposa estava dormindo no quarto ao lado,
Coitado que reclama de quem se deu bem melhor que ele, mas não faz nada, o frustrado,
Coitado que é inteligente, mas perde seu tempo abarrotando-se em animes,
Coitado marionete e que fala “cara” de dois em dois segundos,
Coitado lambe-saco do coitado frustrado, que só fala mais quando o próprio aparece,
Coitado cara-de-pau, que com a fama que tem, nem deveria voltar,
Coitado totalmente sem carisma, chato e previsível,
Coitado “paladino da justiça” e sabichão, existem dois deles,
Coitado “gilete” e zoófilo,
Coitado nerdão que seria um perfeito otaku,
Coitado nerdão que seria MAIS que um perfeito otaku,
Coitado mais feio que o cão chupando limão, cagando e vomitando ao mesmo tempo,
Coitada burguesinha, parece um traveco, e reclama de barriga cheia,
Coitado pavio curto e reclamão,
Coitado “paladino da justiça” e hipócrita,
Coitado crossovista e moleque, VOCÊ É MOLEQUE!
Coitado que gosta DE TUDO, até das coisas mais toscas,
Coitado que não sabe se é crossovista ou se é otaku,
Coitado “indie”, imbecil e que se acha seguro,
Coitado drogado que poderia dizer: “não é com teu dinheiro”. É, né?
Coitado chato pra caralho que bate na mesma tecla o tempo todo. Putz, muito chato.
Coitado que engana a si próprio e aos outros e com certeza, será um péssimo exemplo pro seu filho,
Coitada otaka e muito, muito boba. Raramente aparece.


Enfim, agora, taí pra vocês advinharem quem é quem.

See Ya!

Bem, esta é a possível capa do meu livro (isso se a editora não querer dar seus pitacos). O título é este mesmo: “Esqueleto – Filho da sociedade”. Essa capa foi feita à Paint, que pobreza, não? Enfim, já terminei de revisar meu livro, semana que vem irei à Bilioteca Nacional registrar e irei à editora no mesmo dia. Chega de preguiça, já que ninguém pode fazer isso por mim. Nem se pudesse, eu deixaria. A capa ficou legal, é assim mesmo que eu quero que seja.
Beijos.

Css: os mesmos de sempre

A Banda paulistana Cansei de Ser Sexy ganhou o mundo, calcado no gosto esquisito dos gringos. Até aí, nada mais, pois o mesmo gringo que curte essa banda, curte Tati Quebra-Barraco e aquela aberração chamada Bonde do Rolê (mas eu comeria a vocalista gordinha).

Que o líder do CSS é um desocupado burro, arrogante e prepotente todo mundo sabe, até os amigos. Hoje, três integrantes da banda (Luiza Sá, Carolina Parra e Ana Rezende) foram ao UOL bater um papo com os fãs (e não-fãs).

Achei que eles iriam mudar o comportamento padrão de sempre, mas não. Entrando no chat como Dawson, respondi a três perguntas que muitos fãs queriam perguntar, mas tiveram medo: Qual é o motivo da antiga vocalista Clara Ribeiro ter saído da banda, Vocês iriam voltar a morar no Brasil mesmo com o Adriano Cintra não gostando daqui? e Se a banda terminassem, o que iriam fazer de suas vidas?

Ignoraram, mas perguntei várias vezes. E não recebi resposta. Achei até previsível, bem previsível.

E o CSS continua sendo o mesmo de sempre, só com o “Driquinho” reclamado por ter sido enrabado, digo, enganado pelo empresário anterior.

Heh.