Natal, novo ano e afins.

Nem quando eu era criança dava trela ao Natal. Obviamente que os mais limitados dizem “o Natal é para comemorar o nascimento de Jesus,”etc e tal. Hoje em dia, sendo totalmente independente eu consigo expressar o que eu verdadeiramente sinto por esta data: Natal é sinônimo de muita comida e presentes. No meu caso, os presentes vieram no aniversário. Meu presente no Natal foi nada mais que uma frustração que se dissipou no dia seguinte. Eu queria entrar no esquema, não me confirmava em não fazer nada no dia 24/12, como sendo uma espécie de “revolta” ao esquema que todos estão fazendo parte até hoje. “O esquema capitalista”, blá, blá, blá. Pois então.

Tentei passar o natal na minha tia, numa favela do Rio dominada por milicianos. Só apareço lá só pra passar o Natal e o Ano Novo, mas como é uma vez por ano eu teria de ser apresentado pros bandidos que dominam o local, como no ano passado. Daí, você olha pra cara dum filho da puta desses e parece que o viado esboça a cara do diabo no próprio rosto. Exatamente como os homens que já tem uma cara de psicopata. A favela é pequena, o que só facilita o trabalho dos desgraçados. Impossível passar em alguns becos, que só de longe dá para sentir o cheiro de morte.

Daí descobri que a mesma não estava, o que foi complicado até para sair do local que entrei. Uma das vizinhas ligou para ela até que me disseram que a mesma estava cuidando de alguém (ela é enfermeira) na puta que pariu. Digo, na Cidade Alta, aqui do Rio de Janeiro. Mais um local de risco. Daí, ela permitiu que eu ficasse em casa, mas alguns minutos depois mudou de idéia, já que lá dentro não tinha comida nem porcaria alguma. É, pelo que vi realmente ela não tinha feito nada, só tinha água na geladeira. E a internet do meu primo demorava bastante pra pegar (hehehe). Saí fora, “escoltado” por um idoso morador de lá, até para não ficarem olhando para mim e pensando besteira. Voltei pro abrigo e no dia seguinte tive a bendita idéia de ir pra casa do meu amigo. O sujeito praticamente salvou meu Natal. É, só poderia ser ele, mesmo. Entre uma tâmara e outra, um damasco e outro e um farto almoço conversei sobre meus projetos de vida pra 2008. Expus meus planos (bem simples e não mirabolantes) e idéias, revelei a “renovação” pro ano que vem.
E o que seriam estas idéias? Eu e meu amigo discutimos por isso em pífios 50 minutos, enquanto eu lembrava as músicas daquele Jay Vaquer. Cheguei a até ser um pouco mais radical nas questões, pensei em cometer alguma besteira se meus objetivos não fossem concretizados, ou ao menos metade deles. Não é possível que o sujeito que conquistou algumas coisas (poucas, claro, mas conquistou) neste ano seja o refleto do mesmo sujeito que chegou ao fundo de seu fracasso no ano de 2005. Ano novo, vida nova, IDÉIAS NOVAS E ALMA NOVA. Estas duas coisas, eu tenho que mandar pro altar das futuras realizações neste ano que vai vir.
Eu estou mais tranquilo, mas cometendo pequenos erros que ainda me fazem perder as oportunidades: por minha impaciência, impulsividade e sinceridade nas horas erradas que perdi o emprego e tive de ser transferido de escola. Tenho que adquirir a humildade de ficar quieto em uma situação mesmo se ela for injusta ou humilhante. Não, não é pra eu ser um banana submisso. Sou um sujeito que detesta injustiças (como todo mundo), mas no meu caso, não consigo ficar calado. Desde uma pessoa que pula a fila do restaurante até coisas mais graves que isto. Mas, eu vou ter que ficar na minha. Pro meu bem. Sobrevivência no mundo de hoje significa ter de engolir alguns sapos. Há quem tenha vocação pra engolir sapos por natureza, porém, estou longe de me encaixar neste perfil. Mas, terei de ser mais calmo.
Esse foi o ano da péssima alimentação: raramente estou tomando café e almoçando. Meu estômago está mais acostumado à fast food, refrigerantes vagabundos e doces, muitos doces. Como estou habituado a ingerir isso, quando vem comida de verdade, meu corpo meio que quer rejeitar o alimento. Não chego a pôr nada pra fora, mas chego a dar uns “Urgh!” de vez em quando. Meu amigo disse que o meu estômago está atrofiando. Tenho que ir ao médico. Aliás, não só para isto.
No dia 2 de janeiro irá começar a “Goal Dakota of Human Development”, o que será a ótima oportunidade para eu descascar e arrancar a minha pele e lutar para conseguir uma nova. Novas peles, novos tubos que serão acoplados nos meus ombros, um par de novos olhos e um check up na minha alma, e nem preciso ir em um terreiro de macumba para isso (haha).
O meu melhor momento do dia é quando eu durmo. Tá na hora de expandir este prazer para outras freguesias.

COMO BURLAR O MEGAUPLOAD

Leitor espertinho e safado.

Eu sei que você caiu aqui doidinho por um receita infalível para BURLAR o MEGAUPLOAD. Imagino que sua intenção seja baixar aquele episódio de LOST em que o Charlie morre ou então o se deliciar com as pernas grossas daquela cheerleader gostosa do HEROES, acertei?

Mas esses caras que disponibilizam as séries na internet são mesmo uns viadinhos, né? Os caras gravam o episódio no momento em que ele passa na TV gringa, codificam para um formato fácil de downloadear, legendam com qualidade superior à muita Videolar da vida, sincronizam a legenda com o vídeo… mas utilizam o bendito MEGAUPLOAD para armazenar os arquivos.
E quem não tem conta PREMIUM já sabe que baixar no MEGAUPLOAD é um exercício de paciência digno de um monge. Porque o servidor inventa diversas limitações para os durangos de plantão. Quando há a possibilidade de baixar, é preciso aguardar alguns segundos, digitar um código, e se resignar com o tempo de download. E nem tente baixar ou outro arquivo, pois o MEGAUPLOAD não permite que não-membros façam downloads simultâneos.

Quer uma dica INFALÍVEL?Assine uma conta PREMIUM. É baratinho, 10 reais por mês, bastando que você disponha de um cartão de crédito internacional. Tenho a certeza de que se você começar a aplicar seu tempo em algo mais útil, como trabalhar, vai acabar concordando comigo.

Putz.

Observem bem a foto. A menina é aquela típica aborrecente retardada que pulula por aí. Foi tirar uma foto pra colocar no Orkut e cometeu um deslize tremendo.

Alguém acredita que foi de propósito? Nah.

Chegamos ao ápice da burrice da juventude atual? Acho que sim.

Mas, os peitos da mãe (?) dela valem uma espanhola.

MEU KERiDU DiaRIU

Agora, eu vou falar que nem menina:
u INICiu DeXXAh sEmANah fOi PRaticAmeNtI U kOmEXXu dU mEu KaLvARIU…… obvIaMentI…TOw hipERboliZanu…MaxXx tavAh foDah…A sitUaXXaUm…… koMeCei a sigUndAh (U Meu DIAH DaH SeMAnAH prEfeRIdU) eSbrAVeJANU I ReSMUNgAnu + DU Ki U HABitUau…… 1 DiaH AnTixXx PAXXEI pOr 1 PROvaXXaum seNtinu 1 KEiMaXXaum nah pANtURrILHAh EsKerDAH KI sI alASTroW Por toDU u korPU…… A pRopRiaH kOnsCIeNcIaH TaVAH mE ObrigANu A EU fiCaH dI molhU…mAxXx FuI TeImOSU: dPOIxXx…NaUM kOnSEgUI Me LOCoMOVE dIReItu…LEmBRANu-Me du SUPlICiU kI SoFRI qDU SAih dI SAUm PauLU PRU RIU Kum dOrExXx nAxXx JUnTAxXx…KI LoGU ALguNxXx dIAxXx DpoIxXx me dexXxaram sem anDAH DiREITU…… eRAH artroSE…AxXxU…… Jah HJ…nEm KoNsEGuiAH aNdAH kILOMETRuxXx…Komu tOw HAbItUAdu…… MaxXx…Au – naum AnDAvaH kOmU 1 LEsmAH…koMU ocORreu kmG NEXXI InCIdeNTI EM sAmpAh…… dExXxeI Gelu FIxXxadU nAH pErNah…bEbi Mtah aGUAH…fiKei sENtaDEenhU A MAiOR PARTI DU temPU…… I DPoixXx dEXXaH FEBrE…VeIu a GRIPE…Ki AXXOLAH mEU korpU aTEH aGoRah…… A koriZAH mElhORow……
enfIM…Hj EU sAih Kum meU NaMORADeEnHu i soH dI tAh pertu dElE me SInTU + FeLIZ!!!!! apesah dI 1/2 dOENTeEnhAH!!!!!
RezEm prAH ki u AnJiNHu DAH kuRah ME aJudi…GEntI!!!!!
AGorAH…tu VenU suPeRpOp!!!!!
beijoOxXx!!!!!!!!!!!!!!!
Hhahaha.
Meu senso de humor é esquisito. Não chega nem a ser do nível dos ingleses, mas é esquisito, mesmo. Dia desses, acabei topando com uma destas “emoxinhas” no msn, não a chamei para aparecer lá, devem ter dito a ela que “a” Georgia Lass era eu. O que tem de homem que caiu nessa adcionando meu msn achando que “como é de mulher, poderia ter uma chance” não está no gibi. E sempre faço questão de caçoar destes viadinhos que adcionam por este motivo. Enfim, falando na menina, adcionei ela, quem sabe poderia rolar uma amizade legal daqui, até que ela me disse:
– oi…EU soW 1 EMoxXxinhaH kereNu 1 nOvU mIgUxXxu!!!!! VuxXxe poDeRiAH Se U meU nOVU MiGUxXxu??!?!
Logo, fiquei meio cabreiro por aquela escrita feita com o cotovelo, aquela preguiça mental típica dos adolescentes de hoje em dia, que ninguém tinha a obrigação de aturar. Mas, resolvi dar uma chance à menina, até porque, “emas” são carinhosas e a beleza também vem no pacote (ela era uma branquinha de cabelos negros longos). Resolvi ser o “novo amigo dela”, mas fiz questão de dizer a mesma que não sou aquele tipo que conversa eternamente pelo msn. Daí, ela cometeu o erro crasso de trocar sua foto e colocar de um sujeito: um emo que parecia mais irmão dela do que qualquer outra coisa, pois eles eram muito parecidos. Claro, diferenciando a enorme franja que o viado tinha.
– Quem é esse sujeito? – perguntei.
– eXXI EH u meU NAMu…… bunITU…NeH??!?!
– Seu namorado? Hhahah. Esse cara parece mais uma menininha. Uma mocinha.
– MeNInINHAh eH vuxXxE…… ELE eh + BuNITU Ki VuxXxe……
A partir disso, fiquei tirando um sarro com a cara da garota. Ainda não entendo o porquê de certas garotas escolherem esse tipo de “homens” como namorados, pois eles não diferem em nada delas, só o fato de terem um pinto. Tá certo que eles são o oposto total de pessoas agressivas e arruaceiras, mas mesmo assim, pra menina procurar homens dessa forma é porque tem algum problema, mesmo. Tipo as meninas que se tornam bi, do nada. Meninas assim são carinhosas, mas têm uma mentalidade muuito inferior. Então, se você quiser algo “sério” com uma mina dessas, é total perda de tempo. Claro que a vida é delas e elas fazem o que quiserem, mas nada me impede de comentar sobre isso.
E deletei a rapariga do msn.
É uma modinha que está se apagando aos poucos.