Mallu Magalhães.

Assistam este vídeo da nova “sensação” musical brasileira (digo, paulistana):

Ontem, eu queria fazer este post e tinha tudo pronto, algumas coisas se perderam, mas vamos lá.
Essa menina é considerada uma nova revelação da música. Com apenas 15 anos a pequena Mallu Magalhães já consegue fãs, entre eles curiosos e pessoas que simplesmente precisam idolatrar um novo talento. E eu só consigo sentir pena dessa menina.

De conduta e personalidade simples, é tímida e muito tensa (visto a palhinha aí em cima). É tão despreparada para o sucesso crescente que inocente, acaba por amolecer o coração da maioria das pessoas. Dá risadinhas, fica acanhada, exerce o vocabulário adolescente de maneira mais que autêntica e tem um jeito engraçadinho. Nota-se seu total despreparo para lidar com os demais. É o tipo de garota que de tão gracinha, dá vontade de proteger de todas as maldades do mundo. Tão assustada, tão bobinha…

Porém o “fenômeno” Mallu Magalhães é nada mais que uma coisa fabricada. Pega-se uma menina com um certo talento para tocar e cantar (em inglês, ainda? Hhaha!) e absorve a vontade dos sujeitos que querem porque querem fazer um hype do nada, pelo dinheiro e pela simples falta de idéias melhores. Como nego hoje em dia gosta de qualquer coisa, acaba sendo engolido com facilidade. Se for pra gringa, melhor, já que os pulhas têm o defeito de gostar de qualquer coisa (vide Cansei de Ser Sexy e mais extremo ainda, o Bonde do Rolê). Daí, a MTV dá seu xaveco, a Rolling Stone ajuda e obviamente que cedo ou tarde iria aparecer no programa da bicha simpática chamada Serginho Groisman. Previsível, até aí. Vai pro Faustão daqui a pouco? Ela já apareceu no Fantástico? E no Jô Soares?

Tem sérias possibilidades de naufragar em pouquíssimo tempo ou só fixar-se ao exterior, como as duas “bandas” que citei acima. Fã de Johnny Cash e Bob Dylan (que inspirou Zélia Duncan, Caetano Veloso, Raul Seixas e Cazuza), seu folk enjoativo funcionaria pros gringos. De início não gostei muito do que ela canta. Sua personalidade interessou bem mais. O melhor para esta menina seria retornar à escola e deixar este “futuro musical” para daqui há 4 ou 5 anos. Está muito verde, e a esta altura do campeonato tem a maior cara de que estão metendo os pés pelas mãos.

Pior que ela me lembra uma outra criança com certa destreza para a música, o suicida Vinícius Gagueiro, o Yoñlu, que dizem, tinha um excelente jeito para a música.

Pra terminar, uma parte da crítica do jornalista Mario Marques, do Jornal do Brasil: “- O pior da falta de renovação do pop nacional é a luz que se joga no hype – leia-se indie rock. Pior: o indie rock de São Paulo. Por isso, temos que aturar artistas insípidos como a menina Mallu Magalhães virarem atração. Sucesso no MySpace, conforme se adiantou aqui na capa do Caderno B de três semanas atrás, com mais de 200 mil acessos, a moçoila de 15 anos virou uma espécie de versão fofa de Johnny Cash com canções como, Deus, Tchubaruba. O pior de tudo é que ela não tem culpa.

E não tem mesmo. Estamos fodidos.

Fotos da Mallu (uma verdadeira gracinha):



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s