Divulgados pôsteres da versão estadunidense de "Let the Right one In"

Estão sabendo do filme sueco de terror “Let the Right one In” (exibido nos cinemas brasileiros como “Deixa ela entrar”), certo? E que este filme foi considerado o mais assustador da década, certo? E que é um dos filmes de vampiro mais originais de todos os tempos…certo? Beleza. É que mal foi o filme colocar as asas de fora da Escandinávia e fazer sucesso pelos países onde foi exibido que já fora comunicado de que ele teria um remake estadunidense de nome “Let me in”, dirigido por Matt Reeves (“Cloverfield”). Até poderíamos pensar: “ora, obviamente iria acontecer”, mas não imaginava que a falta de criatividade nos roteiristas daquele país fosse tão expressiva assim. Adcionemos também suas manias, como desconsiderarem filmes estrangeiros (o Oscar está aí para não me deixar mentir), e detestarem legendas. “Let the Right one In” (inspirado em um livro) figura o rol dos ótimos filmes não-hollywoodianos com o risco de possivelmente ser ofuscado por seus remakes estadunidenses. Você assistiu “Vanilla Sky”, mas assistiu “Abra los ojos”? Então, é por aí.

“Let the Right one In” (inspirado no livro de John Ajvide Lindqvist” conta a história de Oskar, um lourinho antisocial e que é vítima de bullying em sua escola. Pretende revidar às surras, mas em mais um dia de solidão encontra uma menina de visual sombrio, usando roupas leves (em um frio escandinavo, olhe só) e quietude notável. Seu nome é Eli. Embora visualmente diferentes, possuem muito em comum, exceto o fato de Eli possuir centenas de anos a mais que ele – embora pareça uma menina de 12 anos.

Em entrevista à MTV, Matt Reeves falou um pouco sobre “Let me In”: “É uma versão americanizada da história contada por John Ajvide Lindqvist. O filme mexeu comigo. Li o livro e também fiquei muito emocionado. Me lembrou da minha própria infância, de certa forma”, explica. “Quero muito encontrar meu próprio jeito de contar esta história, mas de maneira que remeta ao filme original, que é um belo filme e uma linda história que foi criada”, afirma. Reeves também comentou as comparações com Crepúsculo, filme que, assim como Let Me In, traz vampiros em sua trama. “Acho que as pessoas respondem à fantasia presente em Crepúsculo. É uma história grandiosa, uma fantasia romântica e, no nosso filme, o quesito vampiro é usado de uma forma diferente. Esta será uma jornada mais obscura e assustadora”. Por esta última declaração, deu para saber que seu “Let me In” não conseguirá chegar ao dedo do pé do filme sueco. Fora isso, segundo o Overture Films, os responsáveis pela produção do longa afirmaram que ele terá características diferenciadas do livro e que pretendem criar uma identidade única em um contexto norte-americano.

HAHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHHAA!!!!!!!

Sua versão dos SAZUNIDUS terá como protagonistas as crianças Chloe Moretz (Hit Girl em “Kick Ass”) e Kodi Smit-McPhee, interpretando respectivamente Abby e Owen, a Eli e o Oskar deles. Particularmente, espero que seja um fracasso retumbante. Está na hora dos diretores e roteiristas estadunidenses saírem deste lodo que é a falta de criatividade, nunca se adaptou e criou tanto remake de filmes antigos e/ou estrangeiros como nesta década.

Link para baixar o filme Let the Right one In (rmvb legendado):



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s