REVERIE


REVERIE foi a primeira banda do Miku, vocalista do AnCafe (Antique Cafe, Antic Cafe), banda de rock que entrou em hiato. A banda composta por ele (que se chamava Haru, parte de Akiharu, seu nome real), Aya na guitarra e Shina no baixo tinha uma sonoridade mais pesada, se comparar com os anos mais recentes do AnCafe, especialmente após a saída de Bou, o ex-guitarrista da banda, e que também ajudou a fundar. O REVERIE, infelizmente, só lançou um single com 3 músicas, que você vai poder baixar e desfrutar agora.

Boku no Kanojo wa Gravure Idol [Single]
1. Ikiru Shikabane Shoukogun
2. Minikui Ahiru no Ko
3. Boku no Kanojo wa Gravure Idol
Download

Foda é que o Miku está em uma banda metida a dark “Lc5”, e por enquanto não há notícias do AnCafe retornar tão cedo. Dia 04/01/2011 fará 1 ano em que AnCafe entrou em hiato.

Promessas para 2011

Não tenho nenhuma promessa em 2011 além do básico, o básico, o mais básico. Mudei de lugar, agora a coisa mais importante é deixar o marasmo de lado… afinal, andamos nos prejudicando por minha causa mesmo, mas eu ainda sou bem jovem, dá pra melhorar as coisas.

Falemos do bendito livro, agora.

Não tem nenhum problema em arrumar uma editora para publicar meu livro, ele já tá pronto e devidamente revisado, quanto à publicação propriamente dita as coisas já estavam se encaminhando… por motivo de força maior, dei pra trás. Estou trabalhando tanto em “Womb”, retocando uma coisinha aqui, uma coisinha ali, mas neste minuto está tudo certo. Registro do romance (vi no Word 2007 que saiu umas 700 páginas, com certeza não dará isso no 14 x 21), entre otras cositas más… faltou eu falar mais sobre os personagens neste blog. E eu pensando que tinha me inspirado em algum autor, mas não… não me inspirei em Franz Kafka, nem em Irvine Welsh e nem no Jerome David Salinger, acabou saindo um maldito estilo próprio que certamente se manterá no próximo romance, “O Pesadelo Favorito de Lady Dada”… “ora, mas você nem publicou o primeiro, já tá pensando no segundo?”, você poderia me perguntar. É, foi inevitável.

Esse título, “O Pesadelo Favorito de Lady Dada” é bem ridículo, mas combina com a premissa do livro, uma guria que vive sozinha, é meio malucona, etc e tal.

Vamo publicar primeiro O PRIMEIRO pra depois pensar no segundo, pufavô.

E enfiem Natal e Ano Novo no cu.