Programa Espacial Brasileiro

Dilma anuncia investimentos no programa espacial brasileiro

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta terça-feira que o governo fará investimentos para fortalecer o programa espacial brasileiro. De acordo com ela, o Brasil não pode renunciar a sua meta de construir, lançar e operar satélites.

A presidente afirmou que o investimento será por meio da contratação de profissionais para a AEB (Agência Espacial Brasileira) e para os órgãos executores desse programa. Haverá também injeção de recursos.

Dilma negou que o Brasil tenha suspendido seu programa espacial após a explosão ocorrida em 2003, que destruiu parte da base espacial de Alcântara, no Maranhão, e provocou a morte de 21 cientistas.

A presidente disse que a meta é ter um programa espacial autônomo, capaz de atender às demandas da sociedade brasileira e de fortalecer a soberania do país.

Para Dilma, o programa espacial é estratégico para o país, pois o Brasil necessita de satélites para vigiar o território, auxiliar na previsão do tempo e prevenir os danos causados pelos desastres naturais.

Ela acrescentou que os satélites também são estratégicos para o país em áreas como defesa, comunicações e a segurança hídrica e alimentar.

Além do desenvolvimento e da operação de satélites, que o Brasil já alcançou graças a um acordo com a China, o programa espacial brasileiro prevê o desenvolvimento de um foguete próprio para transportar os satélites.

Dilma anunciou recursos para o programa um dia depois de o ministro de Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, admitir a possibilidade de negociar um novo acordo de cooperação para lançar foguetes americanos a partir da base de Alcântara.

Em 2000, Brasil e EUA assinaram um acordo para permitir à Nasa (agência espacial americana) o uso da base espacial brasileira que não foi ratificado pelo Congresso devido à oposição do PT.

Na ocasião, o partido alegou que o acordo violava a soberania do Brasil por não permitir a participação de técnicos brasileiros nos lançamentos americanos.

Mercadante admitiu que, após a assinatura no sábado de um acordo de cooperação espacial entre os dois países durante a visita ao Brasil do presidente americano, Barack Obama, é possível negociar um novo tratado para compartilhar a base de Alcântara sem os mecanismos vetados no passado

De Folha UOL

Ótimo. Muito bem, que façam isso, que deixem de investir nos problemas brasileiros que tanto têm fustigado o povo por muito tempo, que deem trela para um projeto desnecessário, mas este não seria o primeiro projeto desnecessário que o governo Dilma tem desejo de trabalhar: o trem bala fazendo Campinas-São Paulo-Rio de Janeiro pode acabar saindo mesmo do papel, ganhando no grito, à base de bilhões de reais que podiam ser investidos em coisas mais importantes. Primeiro, na reconstrução e renovação da nossa ferroviária. É simplesmente imbecilizante um país tão grande como o nosso investir (mal) em rodovias e direcionar seus olhos apenas para as mesmas, mas isso vem de décadas atrás, certo? O fim de maioria dos ramais ferroviários deu-se nos anos 60, de quebra levando o serviço de bondes. O pessoal quer saber de rodovia, de carro – não é à toa que toda semana temos propagandas novas de carro – , e é preciso ser gênio para entender que medidas como a criação do trem bala em um país tão alquebrado como o nosso seria um tiro saindo pela culatra? Agora, vem essa notícia do programa espacial, sendo ressucitado em um momento inoportuno. É bem melhor que tudo isto seja apenas conversa ou a gente vai sofrer ainda mais com a impulsividade infantil do governo.

Aliás o programa espacial brasileiro é tão débil que conseguiu deixar que o famosíssimo astronauta Marcos Pontes passasse de “primeiro astronauta brasileiro”…


… para garoto propaganda de uma empresa de travesseiros.

Ok, ok, está certo que temos de ser uma potência para nos defendermos de futuros ataques alienígenas. Então tá, vamos nos preparar!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s