Chatroom


O Nakata Hideo é idealizador dos filmes “Ringu”, aquele com a fantasma Sadako, que teve uma versão estadunidense dirigida pelo Gore Verbinki, uma boa versão, e que depois o próprio Nakata fez uma continuação péssima desta. E que já era péssima só pelo fato da intérprete original da Samara (Daveigh Chase, hoje uma atriz teen charfurdada na mediocridade artística) ter sido trocada por outra, mas dizem que a Daveigh queria aparecer mais na sequência, e como este pedido foi recusado ela foi embora. Um ano depois do filme fez a boa série “Oliver Beene”, e após disso suas únicas participações populares foram na série “Big Love”, além da sequência de “Donnie Darko”, “S.Darko”, que não é um filme ruim. A Daveigh tornaria “The Ring 2” menos pior do que aquele resultado final, mas enfim, vamos nos focar no assunto do filme em questão.

“Chatroom” tem uma boa e simples premissa: William (Aaron Johnson, conhecido por aquela adaptação cinematrográfica do gibi “Kick Ass”), um rapaz com problemas na família relacionados a depressão e suicídios, cria um chat na internerd, uma sala – dentre muitas feitas por outras pessoas, com assuntos específicos – formada apenas por usuários que odeiam alguém ou algo. Logo outros como ele adentram ao local, mas de personalidades e histórias diferentes. Mo (Daniel Kaluuya, um dos atores e roteiristas da série britânica “Skins”) é um sujeito apaixonado pela irmã de 11 anos do melhor amigo. Eva (Imogen Poots), é uma modelo loura vítima de negligência das próprias colegas de trabalho e mantém um chat próprio. Jim (Matthew Beard) é um jovem antisocial com tendências suicidas, machucado pela questão paterna, e Emily (Hannah Murray, a Cassie Ainsworth de “Skins”) odeia os próprios pais e sabota suas vidas.

Tendo uma premissa boa, mas com numerosas possibilidades de extrair um bom desenvolvimento no filme, tanto Nakata quanto a roteirista Enda Walsh prejudicam o mesmo com maestria. Os personagens são muito interessantes e podiam render muita coisa para trabalhar, podiam render inclusive uma série própria, despejando um desenvolvimento que obviamente não caberia em 97 minutos, que é o tempo deste filme. O personagem mais trabalhado, ao mesmo tempo que não carregava uma história sem tanto interesse assim foi William, às turras com sua mãe escritora e com o resto de sua família, feita por um pai apreensivo e um irmão mais bem sucedido. O jovem é claramente desequilibrado, viciado em suicídio e tenta, de forma doentia e massacrante, arrastar um dos frequentadores de seu chat para o buraco da morte. Uma outra coisa boa que podia ter sido explorada com mais afinco seria a visualização das outras salas, e isto de certa forma ocorreu (como a sala feita especialmente para os usuários, todos brasileiros, aplicarem bullying em um jovem), mas por pouquíssimo tempo. O desenvolvimento do filme ocorre rapidamente, sem muito tempo para explorar a situação de Emily com os pais, e ela se torna a personagem mais prejudicada nesta pressa toda. A mais gentil e a mais prejudicada.

O andamento e o resultado final de “Chatroom”, um filme aguardado por mim há anos, não agradou-me tanto, por estas imensas omissões. Seria melhor desenvolvido em uma série, mas estamos falando de algo feito por um diretor mediano, que pode até ser um dos diretores japoneses mais ocidentais dos últimos tempos, porém, de talento mediano, juntamente com a roteirista.

Aos fãs da Hannah Murray (eu incluso) serviu para começar a acompanhar a atriz pós-Skins. Sua Emily não difere tanto de Cassie, então…

Directed by Hideo Nakata
Produced by Laura Hastings-Smith
Alison Owen
Written by Enda Walsh
Starring Aaron Johnson
Hannah Murray
Matthew Beard
Music by Kenji Kawai
Cinematography Benoît Delhomme
Editing by Masahiro Hirakubo
Studio Ruby Films
Distributed by Pathé
Revolver Entertainment (UK)
Release date(s) 14 May 2010 (2010-05-14) (Cannes)
Running time 97 minutes
Country United Kingdom
Language English
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s