Novo Superman: Agora vai!


Então, quer dizer que agora vai. Anda em processo de filmagem o novo filme do Supermerda, “O Homem de Aço”, com a direção de Zack Snyder, o mesmo “Visionário Diretor” das adaptações de “300” e “Watchmen”. O primeiro é um dos mais superestimados que pisaram sobre a face da Terra, coisa arrasa-quarteirão mesmo que pegou da criança até a velhinha, e tudo isto carregado por um maniqueísmo tolo, apoiado pelo “THIS IS SPARTA!”, a frase onipresente da época. Legal. Não consegui apreciar absolutamente nada deste filme além da Lena Headey – uma magra bem deliciosa, e isto não é raro – tomando no cu só para contrabalançar com o fato de que os 300 espartanos eram todos viados. Até o Xerxes do Rodrigo Santoro (que anda sustentando firme o posto de “ator brasileiro catador de migalhas de Hollywood” tranquilamente, sendo ultrapassado em bons papéis pela Alice Braga), o efeminado Xerxes, serviu para jogar uma pá de cal que sedimentasse esse fato. E eu sei lá se o Snyder é uma bicha, problema dele. Mas ele pôe uma opinião formada com isto, além dos torsos dos espartanos, mais o vilão Ozymandias e sua pasta “Boys”, daí não tem como pensarmos diferente. Certo, não é problema nosso, se o sujeito se diverte botando estas mensagens para o pessoal assistir, tudo bem, o filme não é meu e não quer dizer que aquelas adaptações são as que valem. “Watchmen”, o filme, é um lixo. Só não desce a ladeira com fervor pelas intepretações inspiradas de Jackie Earle Hayley (Rorschach) e do ator que interpretou o Comediante, um personagem tão carismático quanto o Rorschach. Snyder despontou com “Madrugada dos Mortos”, filme o qual não assisti, convencido de que estadunidenses não sabem fazer um bom filme de zumbis de uns 20 anos pra cá. Aquele “Zombieland” é a maior prova disso. Pegam dois bons e interessantes personagens, mais umas regras sobre sobrevivência num mundo zumbificado e uma fixação por bolinhos quando logo depois aparecem duas garotas dispostas a decair a qualidade do filme. E caiu. Atingiu a superfície por alguns momentos com a aparição do Bill Murray, mas depois caiu de novo, com a óbvia perseguição no parque de diversões. Em compensação ajudou a revelar ainda mais a carreira de Jessie Eisenberg, e a de prejudicar a de Abigail Breslin, que enquanto amarga alguns filmes que ninguém se importa outra estrela infanto-juvenil, Dakota Fanning, segue com sua masturbação estrelando a Saga Crepúsculo. Queimou-se com seu desejo fanático de protagonizar aquele estrume seriado.

Mas voltamos ao Superman. Snyder e companhia chamaram um desconhecido (mas não tão desconhecido quanto aquele clone estadunidense de Reynaldo Gianecchini, o Routh), com certa bagagem de séries e filmes, o britânico Henry Cavill, e ainda chamaram a estadunidense Amy Adams para o papel de Lois Lane, que certamente injetará coesão ao papel, ao contrário da batata ambulante que foi a personagem feita pela até esforçada Kate Bosworth. Bom, já entenderam que fica difícil não fazer comparações, certo? Na verdade, isso é impossível.

O Azulão não tinha um filme à altura há muito tempo, logo após Superman 2 e justamente quando conseguiu pegar o direito de filmar o extraterrestre, o diretor Bryan Singer (diretor do ótimo X-Men e do bom X-Men 2) achou por bem estragar o herói com seu sentimentalismo barato e associações ad eternum das capacidades do personagem com Deus, todo aquele messianismo sendo jogado de forma barata e desnecessária. De nada adiantou Singer despejar um “I love Superman” sendo que tudo o que os fãs só queriam era um pouco de ação. E um plano melhor que Lex Luthor querer vender lotes de terrenos alienígenas. Uma revelação melhor que um filho do Superman. Um ator melhor que aquele lixo do Routh, que só funcionou em Scott Pilgrim porque o personagem utilizado coube como uma luva nele. Até um clichê melhor do que mostrar o Super apanhando como um cachorro sarnento pelos capangas, água molhando a cara, além de toda aquela tensão do sujeito sendo levado ao hospital, etc. Isso funcionou em Homem Aranha 2. Não funcionou com Superman Returns. Toda esta tática de humanizar o super-herói (além da messianização) feita pelo diretor caiu por terra por ser simplesmente ridícula e fora de hora. Quando todo mundo queria ação…

Além disso me enfiaram um James Marsden corno mais uma vez. Já não bastou na franquia X? Depois dessa ele não fez mais filmes de super-herói. Isso é trauma.

A sensação é que com Snyder isso não irá se repetir. Temos aqui um diretor tarimbado em filmes de ação (o fato “super-herói” vem logo depois), dando a hipótese de que não sofreremos um revival de vergonha alheia protagonizada por Super e afins. Não obstante ser um péssimo personagem ele não merece isso. O sujeito é cult, mas o melhor da DC é o Batman, entenderam?

Cavill é um frango, portanto trataram de pôr enchimentos em seu uniforme, gerando uma visualização até mais verossímil que o uniforme de Superman Returns, aquele péssimo uniforme em cores azul bebê e magenta (aquilo não é vermelho nem fodendo) e botas cafonas (imaginem, símbolo “S” até NO CALCANHAR!). Superman está sem seu cuecão vermelho seguindo a mudança feita nos quadrinhos recentemente, vai torcer o nariz de muitas pessoas. Como não sou fã dele, não estou nem aí, mas assistirei no cinema. Outra coisa é a textura do uniforme, andando de mãos dadas com a textura do uniforme do novo Homem Aranha , ou seja, finalmente entenderam que pano está ultrapassado, ele só funcionaria para o Batman. “Dead End” não me deixa mentir. Bem melhor que aquela armadura Power Ranger do Christopher Nolan.

Então até sair o próximo trailer as coisas estão indo bem. Algumas pessoas reclamaram o por que dele estar com o “S” do uniforme do Superman da Terra 2, mas… quer saber?Vão à merda. Acho o símbolo atual uma tremenda porcaria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s