[Campeonato brasileiro] Última rodada

Na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro o time do Corinthians vence o Figueirense de 1 x 0. Eu não assisti o jogo porque não torço para nenhum dos dois times, mas de qualquer forma este resultado trouxe em mim uma alegria instantânea, pelo simples fato de que as coisas estão ficando complicadas para o lado do segundo lugar na tabela, o Vasco da Gama. Deixei claro aqui, em anos, que torço pelo arqui-rival deste último, o Flamengo, dois times do Rio de Janeiro, os maiores rivais entre os quatro times cariocas (os demais são Fluminense e Botafogo, todos eles também tendo o Flamengo como principal rival), todos integrantes do futebol mais “charmoso” do Brasil. Obviamente estou falando do futebol do Rio de Janeiro, não do Paulista. As coisas em São Paulo são por demais frias, e isto se aplica inclusive ao futebol. Não se vê a menor emoção no acompanhar de seus jogos. Eu também não gosto do Corinthians pelos motivos já apresentados aqui. “Sua torcida consegue ser mais favelada que a do Flamengo”. Não, eles só são mais ignorantes, mas antes eles como campeões brasileiros neste ano que o Vasco da Gama, é claro. Qual sujeito quer o bem para o seu maior inimigo?

No próximo fim de semana o Corinthians enfrentará seu arqui-rival, o Palmeiras.
E o Vasco… enfrentará o Flamengo. Todo mundo já sabe quem colocará na bunda de quem, hahahaha!

Eu também não deixo de reconhecer o bom desempenho que o Vasco vem tendo, das rodadas para cá. Por isso mesmo chegou onde chegou. Enquanto galgavam degraus acima em direção à vitória o Flamengo decaía, enquanto o Vasco vencia nós nos deparávamos com a derrota, quanto o Vasco isso, o Flamengo aquilo, enquanto o Vasco acolá o Flamengo mendigava (e mendiga até agora) uma vaga na Copa Libertadores da América. Recentemente tivemos a notícia estarrecedora (para os outros, não para mim) que o craque Ronaldinho Gaúcho protagonizou um vídeo de WebCam masturbando-se, e claro que a Mídia deitou em cima desse fato. “Ah, mas não é ele, é um fake”. Eu não estou nem aí. De uns anos para cá o Flamengo consegue se sustentar na Mídia especialmente pelas notícias péssimas envolvendo jogadores suspeitos de associação para o tráfico, brigas com marias-chuteiras, e afins, e agora essa do Ronaldinho.Vejam que a cada craque posto no time este arruma uma forma de figurar as capas de jornais, revistas e telejornais com algum escândalo. Vagner Love, Adriano “O Imperador”, Ronaldinho. Antes tivemos o Ronaldo e seus travestis. Na época ele treinava no Flamengo e, antes que a sede por dinheiro (nada contra um miserável almejar grana, tudo contra um já milionário querer mais grana) tomasse sua cabeça, fizera juras de amor ao time, implantando a certeza de que após o regime (ele estava gordo) jogaria lá. E recentemente fez juras de amor ao Corinthians Paulista.

A torcida do Flamengo também é peculiar. Se um jogador fizer uma série de besteiras e cometer todos os erros possíveis, sempre tem os que se voltarão contra ele, mas se ele jogar de forma espetacular (ou apenas acima da média) em um jogo, especialmente num clássico, ele é ovacionado pelos mesmos críticos. Para a grande maioria dos torcedores rivais a torcida do Flamengo e Corinthians são um bando de “favelados”, pelos dois times serem mesmo “do povo”, eles têm a maior torcida, mas é claro que há os flamenguistas e corinthianos abastados. Portanto, não dá para generalizar. Voltando ao resultado da penúltima rodada, reitero que estou feliz e ficarei mais ainda quando o Corinthians, time que não gosto, for campeão. Antes eles, digo mais uma vez, que os nossos malditos rivais, o “Trem bala da Colina”.

Agora estão construindo um novo estádio para o Corinthians, o “Itaquerão”, situado no bairro de Itaquera, Zona Leste (parte pobre) da cidade de São Paulo. A qualquer custo o governo queria, e desesperadamente, a cidade para palco de abertura da indevida Copa do Mundo de 2014. “Indevida” porque só mesmo a mentalidade ignorante que na maioria das vezes se aplica entre os torcedores fanáticos (e nem tão fanáticos) para decidir que é melhor seu time do coração ter um estádio que o governo, por exemplo, fornecer mais uns 10 hospitais para estes mesmos caras. Para eles isto é tão importante quanto suas vidas miseráveis, então nós não precisamos sair muito longe para encarar a péssima realidade que grassa todo este jeito de ser da maioria. São babacas, retardados, completamente idiotizados pelo futebol, porque simplesmente não tem o menor cabimento uma pessoa sem condições até de reger sua vida de forma não menos que insuficiente para um ser humano decente (embora para ela o seja) se importar TANTO com a construção de um estádio de futebol. Eu gosto de futebol e tudo mais, mas até nisso precisamos ter um limite.

Futebol no Brasil não é tão mais uma “caixinha de surpresas”. Quase tudo aqui, os resultados são estipulados em maracutaias, malas recheadas de dinheiro, temos um chefão da CBF que, num país sério ele seria posto para fora há muito, além da iminência de sediarmos dois eventos que não fariam a menor falta se não fossem realizados, que são a Copa e as Olimpíadas. Não estamos num nível desprezível de desigualdade social como a Índia ou a China, juntamente conosco na roda de “Países Emergentes”, mas há desigualdade social aqui, e muita. E não diferenciamos TANTO quanto estes dois países, especialmente a Índia, que em parte pela Religião está estagnada na merda.


Este na foto acima é o prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. Atrás dele o governador do estado de São Paulo Geraldo Alckmin, derrotado nas eleições presidenciais de 2006. Kassab está encrencado com fraudes e teve os bens bloqueados. Alckmin, por mais que não queira, nunca será conhecido além do Sudeste, e infelizmente, pois o Partido dos Trabalhadores (partido de esquerda, governista atual) está em situação diferente.


De vez em quando vejo nos jornais algumas reportagens falando sobre pessoas “simples” demonstrando todo o seu amor pelo Corinthians Paulista. “João Cagão veio de Fortaleza só para ver a construção do ‘Itaquerão'”, “Joca da Silva ama tanto o Corinthians que guardou em recipientes de plástico um pouco do barro e da água suja do terreno do estádio”, “Grupo de macaquinhos de Vila Nhocuné pôs cadeiras no Itaquerão afim de acompanhar a construção, eles estão absurdamente felizes!” ou “Corinthiano ama seu time mais do que Deus. Por isso mesmo rezou no terreno do Itaquerão!”. Brasileiro é ridículo por natureza, e ele se esforça para jogar sua falta de senso de ridículo em cima dos outros e de todos. Rolam aqueles estereótipos, pobres conseguem ser mais ridículos que os ricos, que são mais comedidos, etc. Vê-se o povão fazendo festa pela construção dum maldito estádio. Vagabundos declarados ou não tendo o Corinthians do seu coração batendo forte no peito, mais importante do que tudo. E ainda perguntam “Quem é você para me julgar?” Você está dando todos os motivos para ser julgado, meu filho.


Claro que até nisso há os oportunistas, como a puta acima. É claro que dos muitos, só poucos se refestelam com todo este circo. É como se toda esta merda fosse obrigatória. Mas, é isso. Brasil é isso, meus amigos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s