Olhem, eu fiquei surpreso ao ver que, apesar de estarmos em dois mil e doze, poucas pessoas continuaram a alimentar essa besteira de Fim do Mundo. Fica até difícil não dar trela a este negócio, mesmo quando se normalmente não dá, mas só posso falar por mim. É um ano como qualquer outro, calendário gregoriano e etc. Estive no núcleo da ação, como não foi no ano passado, tudo em razão da recompensa que viria depois. Lembro que em noventa e nove todos tinham medo de que a profecia do Nostradamus se realizaria, mas de amedrontador naquele dia foi apenas uma névoa densa nos céus do centro do Rio de Janeiro, em plena avenida Presidente Vargas. Eu estava lá. “uiuiui, vai acontecer alguma coisa, vai acontecer alguma coisa”. E como previa, não aconteceu. Logo após isto os babacas resolveram alimentar mais uma destas “profecias”, conferindo àquela coisa dos maias e tal. Foi até feito um filme-catástrofe sobre isso. Como o povo gosta de descer mais ao fundo do poço. Não páram de cavar.

Eu penso que, não obstante meu incômodo a isto (pois de certa forma sou afetado com essas coisas, a mesma coisa de você detestar Big Brother, mas não pode ler um jornal que as “manchetes” sobre o programa estampam a primeira capa) é necessário que tenhamos idiotas no mundo. Em alguma coisa eu também sou idiota, então é algo relativo, de expansão inimaginável. Mas sempre alguém se supera. Seria no mínimo inusitado se todos nós passássemos a readquirir um comportamento formal, algo vitoriano, com reflexão inclusive nas roupas e penteados. Do modo que está, fica impossível. Os adolescentes descerão cada vez mais, os adultos também e por aí vai. Não temos mais remédio. De alguma forma eu contribuo com isso, já que assisti – não por completo – algumas temporadas do Big Brother. Eu não me acho melhor que ninguém, porém, isso não me deixa isento a fazer julgamentos.

No ano passado o mundo mudou: ditadores árabes foram depostos, crise no Euro, Silvio Berlusconi sai de cena (ao menos ele aproveitou bastante, hehe) e o Kim Jong Il morreu. Dizem que este ano será de “tensão”. Foda-se. Ocorrendo isto, eu estarei preparado para a guerra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s