[The New 52] Stormwatch cagado e cancelado

Jim Starlin: O culpado de bunda diarréica

Stormwatch é um grupo de super-heróis originalmente publicado pela editora Wildstorm, a independente que vivia num namoro com a DC Comics desde muito tempo, mais conhecida por títulos como WildC.A.TS, The Autority e Gen¹ ³. Em 2011, na criação do New 52, a DC lançou o grupo como parte do universo da editora e tal… aqui no Brasil saiu no título “Edge”, com os demais heróis Wildstormianos, os únicos a sair nos Novos 52 como Grifter e Voodoo, cujo cancelamento foi o primeiro do trio. Eu não comprei porque o título Stormwatch por si só, inicialmente escrito por Paul Cornell e desenhado pelo ótimo Miguel Sepulveda (que depois substituiu o péssimo Ed Benes em Red Lanterns), por mais bacana que fosse, não valia o preço. Aí, só scans, que sim, têm sua boa função de verificar o material antes de tirarmos o escorpião do bolso. Já tinha cometido o erro de tentar colecionar “Dark”, com quadrinhos do segmento paranormal do New 52. Senti que joguei o dinheiro suado fora. 

Black Blocs

Nós nunca deixamos para trás alguns modismos estrangeiros, como a luta pelos “direitos” dos homossexuais, das cotas para negros nas universidades públicas e… o flash mob. Nisso, até demorou que a vertente brasileira dos Black Blocs (movimento anarquista surgido na Europa primeiro como Schwarzer Block) surgisse encapuzando um sem-número destes estudantes de classe média, alguns classe média-alta, necessariamente de vida confortável que finalmente soltam toda a mágoa sobre o Estado, o capitalismo e outras coisas que, quer queiram ou não, dá sustentação à vida deles.

Continuar lendo