Cosplay e problemas de identidade

Choji_Akimichi_cosplayer_at_FanimeCon_2010-05-29

Pegando o vídeo de um careca que “comprou barulho” do “movimento cosplay”, que foi mal falado numa reportagem do site UOL.

Não dá pra dizer que quem veste cosplay tem necessariamente um distúrbio psicológico, mesmo os quarentões gordos com cara de quem não toma banho há meses e com vida sexual nula. A grande maioria das pessoas faz por diversão mesmo, incluso aí o pessoal que se veste de animais de pelúcia, os furry – que mais que os cosplayers de anime e jogos, parecem mesmo verdadeiros derrotados socialmente embaixo da máscara.

a_furry_cosplayer_by_oneradicaldude

A prática é patética. E quem tá de fora e toma as dores dessa prática patética é mais patético ainda, justamente por não saber de nada e inclusive pedir ajuda a quem manja do riscado – aí já entra no propósito de querer “ficar bem na fita” e ganhar mais views no seu canal de YouTube. “Normal”, um monte de youtuber faz isso.

Eu já fui otaku, já fui cosplayer, e por mais que a prática de cosplay seja inofensiva e que, como disse, não necessariamente quem use seja um problemático, há as mulheres gostosas que pouco manjam de anime/comics e que entram nessa pra ganhar fãs babões, há pessoas que de fato se embrenham tanto na “arte cosplay” (como uma gostosa que rompia amizades com quem desaprovava sua prática) que tomam isso um vício que alivia sua falha social/amorosa/mental, assim como a própria vivência cuja diversão se sustenta em animes, mangás, videogames, filmes…  É um fato.

brasil-comic-con-2014-17

O vídeo do careca serviu, além de explicitar sua vergonha, de explicitar o pensamento típico de quem foi longe demais na brincadeira; oficializar “movimento cosplay”, “sociedade cosplay” é sinal de que os dois cosplayers entrevistados já estão imersos no que seria uma diversão.

Aaain, mas e os videogames?” Há uma parcela de pessoas com as mesmas falhas sociais/mentais, que se priva ou que estava privado socialmente, com a diferença de que os videogames geram dinheiro, geram filmes, geram quadrinhos, animes e mangás, séries, geram empregos. Não vejo quando o cosplay chegaria a 10% deste patamar, por mais que haja premiação e uma teatralidade em palco que geralmente não se estende além daquilo.

Por que levar a sério a prática do cosplay além de exibições de eventos de anime, a ponto de chamar de “movimento cosplay”? Porque achar bom alguém antisocial que consegue “se soltar” enquanto cosplayer se o que importa, no frigir dos ovos, é ele poder se soltar enquanto pessoa, já que ele (provavelmente) não ficaria fantasiado 24 horas por dia – e aí sim estaria mais do que claro um sério problema de identidade -? Você já viu um ator, com DRT e tudo, que foi cosplayer? Só se for de dublagem, e que provavelmente chegou até lá fissurado em fazer seu papel enquanto fã babão de anime e mangá, como dois cosplayers imbecis de Tamahome e Nuriko (do anime Fushigi Yuugi) que, após uma interpretação, disseram querer ser dubladores.

No fim das contas, o UOL pode ter exagerado, mas não se pode deixar passar batido o fato de que há muitos cosplayers viciados, e que sua prática é sim patética, ainda mais quando levada a sério… especialmente com um quarentão vestido a caráter.

(nunca esquecer de um dito dum falecido editor dizendo que uma namorada cosplayer assumiu se fantasiar para “se esconder das pessoas”: mais provas que a prática cosplay não precisa envolver-se em crimes para ser, de alguma forma, danosa.)

Cosplay_40e26a_5454374

Anúncios

22 comentários sobre “Cosplay e problemas de identidade

  1. Anonimo disse:

    Bom eu convivi com todas as tribos (gamers, cosplayers, otakus) e já vi os extremos de cada uma. Eu não diria quem é menos pior. As pessoas se apegam a seus hobbies e deixam de viver e até de usar seu senso críticos nas suas ações e nos produtos que consomem. Eu tenho hoje nojo de qualquer grupo de fãs porque quando você quer discutir seriamente e de uma maneira imparcial é muito difícil. É perder tempo e paciência com essas pessoas, prefiro até ver no Facebook e em fóruns elas se matarem por seu joguinho e personagem preferido em debates ridículos. Eu acho graça porque é patético.

  2. Anonimo disse:

    Mesmo assim cara você cresce e tem um discernimento das coisas, claro que tu vai ter senso crítico para analisar uma obra de ficção de uma maneira normal e sadia, mas eu vejo níveis desse pessoal transformar o que era uma discussão natural em rixa rivalidade a ponto de querer te difamar e te pixar na internet. Eu não tenho paciência pra gente que se comporta dessa forma e ainda quer ter colhões pra criticar alguém.

    Quanto a cosplay e tudo respeito quem faz de uma maneira decente e a pessoa tem que ter semancol de saber qual personagem fazer e se vai ficar fiel ou não, além da repercussão que isso causa. Quem tá na chuva é pra se molhar!

  3. Anonimo disse:

    O problema da internet é as panelinhas, se você tem alguma opinião diferente que destoa do senso comum dessa gente você é rechaçado e perseguido de maneira bem irritante até porque tem gente bem desocupada pra isso.

    No final quando não sobra mais ninguém começam a se bicar entre si. Aí e só pegar a pipoca e assistir ao espetáculo.

  4. Ser das trevas disse:

    Eu acho engraçado um nerd leitor de quadrinhos insinuando que os Cosplayers são “aberrações”, “freaks” ou pessoas com problemas de identidade com dupla personalidade que merecem receber um tratamento ou seja os sujos falando dos mau lavados.

  5. Ser das trevas disse:

    Incentivaram essa merda “cultura nerd” agora aguentem estou louco para essa moda de filmes de super heróis e Sites de cultura Pop acabar logo pra tudo voltar ao normal.

  6. Ser das trevas disse:

    Odeio psicólogos e psiquiatras queria que essa merda voltasse a ser uma pseudo-ciência de novo, esses merdas querem uniformizar e padronizar o comportamento humano, tudo que é diferente e fora do normal vai ser lobotomizado pelos remédios e vivera como um zumbi pelo resto da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s