Meus Tostões para o Skank

skank_editada

Recentemente, tive um “debate” na internet sobre a idoneidade da banda brasileira Skank e sua importância no cenário musical do país, alguma merda assim, não lembro bem; lembro mais que havia os criticado por serem “banda de Faustão”, banda que joga uns hits, sobrevive com eles por um bom tempo mas que é destituída de uma personalidade. Fora que, como um colega disse, é semelhante a uma pessoa na esteira duma academia: corre, corre, mas não chega a lugar algum, apesar de todo o sucesso.

Os caras tocam bem; letras, nem tanto, e o seu repertório de músicas “malucas”, com estas mesmíssimas letras de qualidade duvidosa, podiam facilmente relegar o Skank como uma banda que só está onde está pela sorte: bom, na verdade, é isso mesmo. Porque o grosso das pessoas é péssimo ouvinte. Porém, não é de toda culpa delas; sendo o Skank “banda de Faustão”, não há como fugir da influência por mais que você seja contra Globo, contra Grande Mídia em geral, que fuja delas como o diabo da cruz. É a mesma coisa de você tentar não ouvir/ler notícias, matérias e conversas do dia-a-dia sobre o Neymar, aqui no Brasil. Não dá.

Skank, Anitta, Ana Carolina – péssima letrista, uma das cantoras de MPB mais superestimadas que eu já vi -, Naldo Benny, Calypso, Titãs e até mesmo a “independente” Tiê carecem disso pra viver. Precisam se manter no status, tendo música tocando na novela, de reconhecimento geral. Não é se preciso dormir na sarjeta e pedir dinheiro em igreja pra reconhecer a importância do dinheiro e o temor de nunca passar (de novo) por essas situações. Mas os caras simplesmente vendem a alma ao diabo, e tão facilmente hoje em dia que não dá apenas pena mas revolta, porque quem paga é quem ouve à contragosto. “AAAIN MAS NEM SEMPRE SE OUVE O QUE GOSTA” claro que não, mas ante a incompetência do artista, do jogador de futebol, do político, como não se revoltar? É certo que a indústria musical será sempre assim, assim como o dedo da Grande Mídia. Mas não pode se revoltar, também? Achar isso ruim, ao menos?

Eu já não leio mais jornais. São Paulo me surpreendeu no sentido de que nisto também eles são absurdamente inferiores aos cariocas, para detonar de vez a “superioridade” e arrogância da Locomotiva, pois sem moral, você é o que? Pega a Folha para ler: merda. Tão liberal quanto a Veja, que de bom só tem as reportagens investigativas. Pega o Estadão, que ainda é pior do que a Folha – você não pode ler suas críticas de cinema que sempre tem propaganda pró-movimento gay/feminista. Até mesmo na sessão de TV fazem isso. Merda óbvia. Diário de São Paulo? Eles já jogam lixo a partir da capa; com textos parciais você se aproxima da mesma “pureza” dos tablóides, e claro que isso não é bom. Então, com merda impressa, merda televisiva e merda nas ondas musicais, como não ao menos ficar puto?

Por isso não me surpreendi que a defesa apaixonada dada ao Skank no debate foi embasada em sentimentalismo barato, já pondo-o como errado, por mais que esperneie; porque dançou muito com “Garota Nacional” – considero o alicerce da derrocada musical brasileira, em 1995 – e acha que hoje pode transformar esta emoção em razão.

Bom… na verdade, pode mesmo, não é? O que não quer dizer que devamos deixar.

 

Anúncios

4 comentários sobre “Meus Tostões para o Skank

  1. Anonimo disse:

    No mais é esse cenário musical atual.

    Também fui duramente criticado por falar do finado Cherão do Charlie Brown Júnior quando chamei de Banda de Malhação. Porque no final só sobreviveram disto: de músicas genéricas para novela de adolescentes.

    Não teve o mesmo êxito os Detonautas de Titica Anta Cruz que também se enveredou pra isso.

    Skank é pop, um pop ruim que a gente bota o cérebro de lado pra ouvir. Mas um pop melhor que muita merda por aí.

    Cenário musical nacional tá cada dia mais difícil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s