O Problema dos Africanistas com a Verdade

Começando o ano com certo entrevero na questão dos africanistas; eu ainda não tinha lidado com esses caras, os observava de longe, vasculhava uns perfis como quem não quer nada. Particularmente, chegou a ser interessante ver como agem, o que pensam, por mais que seja para o mal: aquele bando de mulher de cabelo crespo, algumas quase tão claras como o leite e se achando “pretas”. Ainda há os africanistas que não se achavam pretos, e sim “negros”, aludindo o “preto” a algo ruim, da mesma forma como associam o termo “mulato” a “mula”, deixando claro para eles a rejeição da miscigenação mesmo num dos países mais miscigenados do mundo. Como se necessariamente ter cabelo duro e nariz achatado é ser um negro. É claro que também há brancos que se solidarizam (por vagabundagem, carência, por sentir-se inútil com a própria vida ou por puro distúrbio psicológico) com o movimento de tal forma que idealizam fisicamente um papel para tornar-se definitivamente parte da coisa.

alx_montagem-rachel-dolezal_original

Quando confrontados, os africanistas agem na defensiva, se aborrecem rápido, dizem que você precisa “entender a nossa luta” (contra o que?). Insistem que o sistema de cotas para “afrodescendentes” é uma “reparação histórica”, sendo que hoje ninguém é responsável pelo o que ocorreu há 130, 150 anos atrás. Que também existem brancos pobres, amarelos pobres, que em sua grande maioria não ficam pedindo cotas. Que o movimento negro e todas as suas vertentes são até mais racistas do que seus “algozes”; a revista Raça é uma prova disso. O goleiro santista que foi chamado de macaco acusou a torcida rival de racismo, mas… formou uma família de pessoas de pele clara.

2reproducao10

Fora a Grande Mídia fomentando essa batalha em que, no fim das contas, não haverá vencedor. Com uma sociedade cada vez mais fragilizada, se desnudando moralmente, em que não é mais possível ler qualquer jornal ou revista ou até mesmo ver um site de entretenimento nerd (o próprio Omelete estimula estas ideologias), de forma que, o que vai ser deixado pra posteridade além do fracasso que nos tornamos enquanto humanos? Onde qualquer coisa hoje é tachada de racismo, “homofobia”, preconceito? Por seus antepassados terem sofrido os horrores da Escravidão, os africanistas quem deveriam se apegar mais ao futuro, a superar e a pautar suas vidas na verdade. Porque os negros não foram de todo coitadinhos, Zumbi dos Palmares não foi um “herói”, que não se é preciso ter uma revista dedicada à “raça negra”, nem de cotas para ingressar numa universidade. Eu, mulato (descendente de judeus portugueses e negros africanos), passei no vestibular. E claro, conheço a verdade.

Muitos de vocês africanistas não querem conhecer a verdade porque sabem que, como disse o Fábio do Click Time, nunca mais rejeitariam-na: a partir do momento em que você conhece a verdade, você é liberto da mentira e não tem motivos em se desapegar da verdade. Muitos de vocês sofrem por dentro, se acham uns coitados ou revoltados com “o sistema” (por ter uma infância pobre, por sofrer injúrias), abraçam a ideologia que lhes é atraente (a esquerda sempre é mais atraente, aliás) e lutam contra algo que até 20 anos atrás ninguém dava a mínima. Negros se chamavam de crioulos a torto e a direito, inclusive se chamam até hoje. Chamam os brancos de branquelos e por aí vai. Já pensou branco fazer um “movimento branco” por causa disso? Então, se constata que a “luta” empreendida não faz o menor sentido.

Justamente por isso, por não fazer sentido, que o povo de bem está sendo puxado para o abismo. Por gente que fugiu e foge da verdade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s