A Mentalidade dos “Mortadelas”

Estas últimas três semanas de tensão começaram de modo inusitado: num ponto da cidade de São Paulo, havia um pastor jovem de uma igreja jovem, cuja maioria dos membros é composta de jovens de classe média/média-alta. Como o Protestantismo infelizmente é cortado em muitas divergências de pensamento, representados em diversas denominações diferentes, eu acompanhava a igreja com curiosidade até me decepcionar com gafes feitas pelo dirigente em dois domingos seguidos: a que os gases produzidos pelos bovinos contribuíam para o Efeito Estufa, que tem de se dividir o Islamismo em “bons” e “maus” praticantes e que a melhor opção em lidar com o governo petista seria “através do diálogo”. Não obstante encarar opiniões distintas com tranqüilidade (até um ponto), saí do culto, e doido para soltar os cachorros, desabafei com uma membra, dizendo que, mais do que nunca, aquele sujeito deveria atentar a real gravidade da situação, que “não podia ser meu pastor” e etc.: Não custou para que todos me ignorassem. Aí, ruminei o dia inteiro a frase de que “quando menos se espera, daí é que não sai porcaria alguma mesmo”.

Não há absolutamente nada para “dialogar” com uma presidente que teve 92% de reprovação, que fechou o ano de 2015 com mais de 9 milhões de desempregados, que cortou os financiamentos estudantis, que reforça a atuação de “movimentos sociais” que só fazem dividir a população e que defende com unhas e dentes um ex-presidente besuntado em corrupção, que devia ter sido posto fora à pontapés desde o escândalo do Mensalão, em 2005. Como a presidente fez uma comparação à prática do vazamento de telefonema feito dela ao Lula pelo juiz Sergio Moro, de “que lá fora, ele seria preso”, por todas estas desonestidades e cagadas perpetradas por seu governo, “lá fora” ela estaria expulsa, presa ou morta. Disso, qualquer pessoa está careca de saber, especialmente os petistas, que pagam o mico sob os mais diversos motivos:

Tem o clássico sectário, aquele velho militante que endossa e contribui para mais cagadas; há os que não contribuem, mas endossam sob os frágeis motivos de sempre: “Ela tirou não sei quantos da pobreza!” Como, se o Bolsa Família apenas te segura na linha da pobreza? Ou acha que R$ 70 mensais tiram alguém da pobreza? O Nordeste, Norte e Sudeste ficaram menos miseráveis, com os benefícios sociais? Estes não fizeram com que os desocupados POR OPÇÃO não se enchessem de filhos (já que valor do benefício aumenta por cada filho)? Os tucanos, claro, são alvo constante de comparações, para justificar as recentes cagadas do governo: “Na época do Fernando Henrique não se fazia isso, aquilo e mais isso…” Ninguém que se preze defende o FHC, porém, qual governo, desde a redemocratização, supera o governo do PT na maior série de cagadas por quilo?

Há também os comprados propriamente ditos, englobando desde vloggers (como Cauê Moura e PC Siqueira, empregados de parente de Lula)

maxresdefault

aos “negros e pardos” que recebem R$ 35 e mais um lanche para reforçar manifestações pró-governo; inclui-se aí estrangeiros, provavelmente africanos, que sequer falam português.

No alicerce da escala, ou melhor, mais propriamente categorizados como os dalits, as “poeiras”, estão os miseráveis que, além de não ter um barraco de madeira para morar e de dependerem da prefeitura para tudo, não procuram emprego. Desistiram da luta pela vida em sociedade e resumiram-se a exercer os instintos básicos de sobrevivência de um ser vivo, como a necessidade de abrigo, comida, bebida (“água que passarinho não bebe”, especialmente) e para alguns, sexo, nem que seja com um traveco: os albergados.

Os caras tão indo pra cima do Lula mesmo“, dito interminavelmente por um pé de cana.

Eles tão errados: pô, acordaram o cara às 6h, perturbaram ele… Juiz se acha demais. Essa raça do Direito é muito arrogante“, disse outro, melhor arrumado.

Querem ‘golpear’ o governo“, disse um jovem, convenientemente esquecendo-se de o convite de Dilma a Lula a empossá-lo como ministro não trata-se também de golpe, fora que o Impeachment está previsto na Constituição.

A maior parte dos albergados, além de não fazer nada o dia inteiro, freqüenta as chamadas “bocas de rango”, espaços onde se servem refeições e doações de roupas, além de esperar o depósito do benefício social. Em suma, com estas benesses, qualquer um diria que ir contra o governo seria por demais hipócrita, certo?

Só se você não se importasse em querer sair deste atoleiro. Porque cada um sabe onde o calo aperta. É compreensível que você aceite ajuda do seu inimigo até um tempo, e com a intenção de andar pelas próprias pernas, o que, como deu pra sacar, não é o caso destes caras. Há os que morreriam por um “corote” (nome dado àquelas cachaças vendidas em garrafas redondas de plástico, bastante populares entre a população de rua), por uma pedra de crack.

361a5a05dbaff7663cc225c311ce7994

Esta luta entre os anti-Dilma e pró-Dilma serviu para clarificar quem está a venda, mais do que nunca. Já querem tirar o Moro da garganta do Lula, Dilma diz que não renuncia, o candidato derrotado na última eleição presidencial, Aécio Neves, tentou entrar no bonde das manifestações anti-Dilma e foi justamente expulso, provando mais uma vez ser um lixo enquanto político e enquanto ser humano. Ainda tem gente acreditando no Movimento Brasil Livre, Revoltados Online e afins, todos eles de esquerda e que só fariam aumentar a decadência. Não haverá porradaria ou desobediência civil pelas mãos dos anti-Dilma, ou seja: caso não ocorra o impeachment a convicção conservadora terá de ser ainda mais reforçada até 2018. Querem empurrar Jair Bolsonaro na disputa, mas acaba que ele é o único conhecido conservador com disposição.

Quem se importa com o Brasil tem um grande trabalho pela frente; o contrário dos pró-Dilma: felizes na merda, mesmo que com apenas R$ 35 no seu bolso furado.

Anúncios

Um comentário sobre “A Mentalidade dos “Mortadelas”

  1. Anonimo disse:

    Essa é mentalidade do brasileiro: é segmentada por uma maioria expressiva que reclama até quando estão agindo. Engraçado que a crítica da maioria era que o povo é omisso não se manifesta. Agora o discurso é pra que protestar se quem vai entrar no poder também não presta. Ah só estão punindo o PT tem que punir os outros, como se isso invalidasse a ação da punição e não significasse nada.

    Claro que tem os filhotes de PC Secadeiros e Caca Merda que se beneficiam disso e estão satisfeitos com a situação porque se beneficiam ou se beneficiaram desta e sabem que podem contar com a boquinha estatal a qualquer hora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s