Passando os Dedos no Troféu da Euro 2016

860x860

“Futebol é uma caixinha de surpresas” é a máxima sempre atualizada no mundo deste esporte, mas certos acontecimentos esfregam na cara dos espectadores a impressão de “jogo de cartas marcadas”, inaugurando uma tortura (uma das) eterna que só se dissiparia se você metesse um revólver na têmpora dos protagonistas do feito e o obrigasse a falar.

Falo, é claro, do pivô da eliminação da Alemanha na Euro, por um gesto bobo e ainda assim fatal, de toque de mão na bola, provocando o pênalti e sucedendo a derrota de uma forte seleção que, até o ato, tinha o jogo nas mãos – porque não obstante essa França surpreendente, a Alemanha dominava o jogo.

Bastian Schweinsteiger é um dos veteranos do grupo e que passara uns maus momentos físicos, mas ainda assim era tido em alta conta pelo técnico Joachim Löw. Na primeira partida da Euro na qual entrou, já fez seu golzinho; a Alemanha seguiu com resultados satisfatórios primeira e segunda fase adentro, até o primeiro, novamente, gesto bobo e ainda assim fatal, de toque de mão, feito pelo Jerôme Boateng, que promoveu o pênalti a favor da Itália, mais uma vez, num jogo em que a Alemanha tinha a posse de bola.

soccer-euro-2016-germany-italy_0bcd60ee-40e1-11e6-974a-2ab7ab59b8ea

ESTÚPIDO ATÉ NO GESTO

Empataram, levaram às prorrogações e às penalidades máximas, onde os comedores de salsicha venceram. Lembro que eu tava chorando nessas batidas.

No jogo seguinte, encararam a França. E deu no que deu. Fora que tomaram mais um gol.

hd-patrice-evra-bastian-schweinsteiger-germany-france_389yyt49wk6w1wrnxqvt7vso8

OUTRO ESTÚPIDO DE MERDA

E como a merda do futebol mexe com a gente, passei triste os três seguintes dias.

Eles tinham a Euro 2016 na mão: passariam e venceriam o futebol porco de Portugal, fazendo jus ao favoritismo que dividia com algumas outras seleções. Na Euro 2012, eles foram batidos pela Itália de Balotelli, aliás a mesma Itália continua numa decrescente de qualidade desde 2006, ao vencerem a Copa sob a liderança de Fabio Cannavaro. Fora alemães e italianos, esta Euro mostrou ao mundo que a seleção da Islândia, a mesma que tirou os Países Baixos da qualificação para o torneio, veio para ficar. E batalharão bastante para, junto com sua torcida espetacular, estarem na Rússia, em 2018.

iceland-ap-m

A Espanha da era Vicente Del Bosque morreu de vez com seu tiki-taka e Cristiano Ronaldo, digo, a seleção de Portugal ergueu a taça, mas até aí, a Euro deste ano não significava mais nada.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s