Suicide Squad: Desespero Puro, Doutor!

suicide-squad-cast

Parece que ninguém consegue tirar o desespero dos braços da DC/Warner, e principalmente do CEO Kevin Tsujihara, que aos 45 do segundo tempo, mandou o longa ser refilmado; dizem que o longa foi refilmado por diversas vezes, tentando pegar carona no sucesso camp dos filmes da Marvel Studios…

Da série “Deixa como tá, não mete o bedelho!” Ou, da série “Quando não podia ficar pior…”

Quem assistiu, ou melhor, quem acompanhou o circo montado pela Warner em torno de Suicide Squad notou as boas intenções (cujo o inferno está cheio) e o empenho de, dessa vez, tentar fazer algo diferente, ou menos pior do apresentado ao público desde o fim da Era Nolan, apesar da própria ter filmes de qualidade diversa: baseado na idéia de trupe de bandidos-que-não-se-mostrarão-tão-bandidos-assim, entrando na cronologia como um tipo de DC’s Guardians of the Galaxy, soltaram penduricalhos mil, pôsteres, bonequinhos fofinhos e afins. Apostava-se na interação do escoteirão Will Smith, com Margot Robbie, uma das atrizes mais sensuais de Róliude, junto ao bando de mal acabados no qual, inclusive, estava Cara Delevingne, uma modelo-atriz de sucesso. A duração estabelecida era pouca, até porque ninguém esperava que o diretor David Ayer conseguisse trabalhar todo mundo, logo, a expectativa deste cabra aqui focava em: atuação bacana da Delevingne/Robbie. Will Smith sendo o pior personagem PORQUE ELE ANDA MUITO CUZÃO ULTIMAMENTE; Joker como o “Final Boss”, além de aparições precisas e marcantes do Batman. Taí, nem carecia fazer 2/3 da bilheteria de Guardians, nesse filme a Warner não era obrigada, fora que bilheteria não é sinônimo de qualidade. Após todo o merchan, era obrigação entregar um filme divertido. E não divertido-mas-esquecível.

Contudo, fosse assim, não seria a Warner, né não?

maxresdefault

A MELHOR COISA, É CLARO

Creio que o desespero em demasia causado por GRANA pode ser cuidado, bem tratado; há segmentos na psicologia especializados nisto, talvez até em casos onde se já se tem muita grana; no caso da Warner, pode-se resolver pela pura e simples lógica:

A produtora anda levando de 7 x 1 da Marvel Studios por não conhecer seu público e por investir numa atmosfera dark que, competindo com a alegria da MS, torna-se mais defeito que qualidade; Man of Steel se pagou, com críticas divididas. Batman vs Super-Homem foi abaixo do esperado, e teve críticas ruins – lembrando que esta abordagem “séria” começou nos filmes do Nolan, que como disse, oscilam em qualidade. Suicide Squad, que na versão do Ayer seria sombria, foi mudada às pressas pelo japa. Então, para manter um certo nível, porque não revolucionaram seu modus operandi aproximando-o ainda mais dos gibis, pegando assim parte do público fã da MS, ao mesmo tempo em que faz uma BOA EDIÇÃO? Porque os erros da DC/Warner normalmente, ainda mais na Era Snyder, se dividem entre Técnicos e Roteiro.

KEVIN-325

O MAIOR BABACA, É CLARO

Eu já tinha secado a minha Coca-Cola horrível e a pipoca morna quando, após a “morte” do Super-Homem em BVS, “Os Piores dos Piores”, alguns bandidos e psicopatas enclausurados foram convocados por Amanda Waller (espetacularmente interpretada por Viola Davis) para ser uma espécie de Black Ops do governo. As 2h30 do filme contém toneladas de flashback, pra compensar o tempo que não teriam em desenvolver personagens; talvez até a morte de um deles, prevista até em alguns dos merchans, fora resultado da péssima decisão. “AAAIN MAS SEM ISSO, NÃO FOCARIAM MAIS NO WILL E NA ROBBIE!” De fato não, mas NADA do morto foi mostrado. Nem do Capitão Bumerangue, um membro de destaque do antigo Esquadrão eternizado pelo roteirista John Ostrander: o que seria o papel da vida de um ator péssimo como Jai Courtney foi uma gozada de pau mole; o sujeito tão foi escroto quanto sua contraparte nos quadrinhos. Mas até aí o título”Os Piores dos Piores” tinha ido para o saco. Vilões, não. Anti-heróis.

O playlist esquizofrênico – MAIS uma tentativa de emular Guardians, que acertara o tom – dava sensação dos videoclips mais chinfrins, embora não casasse tanto com os momentos quanto as cenas de ação, mirradíssimas. Nada empolgante, nem a “atuação” (e põe-se aspas nisso) da Delevigne: tremendo golpe pra quem passa um tempão punhetando essa magrela. Além da péssima edição e da inimiga que não está a altura da inteligência do público, houve o pior Joker de todos os tempos.

Jared-Leto-Joker-Pictures

JOKER+MC GUIMÊ+ROTEIRO RUIM= BOSTA

Jared Leto é bom ator, geral sabe. E fez questão na sua babaquice tanto quanto o aumento da expectativa em torno de seu Joker mandando rato morto pro elenco, camisinha usada e etc. Tudo para entregar um lixo. O personagem não tem um papel na história do Esquadrão, não convence em sua maldade, não passa de um proto-Joker Ledger com MC Guimê abastecido de roteiro ruim, tão ruim que, apesar da interação entre os personagens ser boa, estes não tiveram espaço para convencer o público com seus dramas pessoais divididos entre os próprios bandidos. Voltando ao Leto, sujeito conseguiu ser um belíssimo mala-sem-alça até na saída.

Não chega a ser impressionante o produto final, mas é impressionante quão a Warner conseguiu fazer TODOS OS CRÍTICOS perderem a paciência. O filme não consegue divertir, está sempre querendo engrenar e não consegue, ele padece de tudo o que foi mandado em trailers, tv-spots e o escambau à quatro, o que me faz repetir o apelo para que a DC venda os direitos de cinema para a Marvel Studios, porque só ela sabe fazer o negócio. Só ela. Ou plantem um profissional “cria” da MS no solo da Warner. Porra, a Sony não “emprestou” o Homem-Aranha pra MS? Ficar gastando R$ 30 pra ver merda, não dá não…

O diagnóstico é DESESPERO PURO E SIMPLES. Já está mais que na hora de se tratarem.

Anúncios

Um comentário sobre “Suicide Squad: Desespero Puro, Doutor!

  1. Anônimo disse:

    Esse filme parece um desfile de cosplay dos personagens. Nada é apresentado sobre eles somente ficamos conhecendo eles pelas suas ações do que pelo seu background.

    Parece algo voltado para esse público de feiras de quadrinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s